Sair de casa, ir ao shopping ou as áreas do comércio de rua da cidade, passear pelas vitrines e entrar naquela loja que mais chama a atenção. Essa é uma cena bastante comum e que faz parte da vida de todas as pessoas. No entanto, por trás deste percurso de atração do consumidor, existe uma palavra que faz toda a diferença: o vitrinismo.

As vitrines sempre atraíram os consumidores. Exatamente por isso é que surgiu a profissão de vitrinista. Este profissional é o responsável pelo planejamento, organização e montagem das vitrines. Apesar de ser uma profissão relativamente recente, a ideia de exibir os produtos para os consumidores é muito antiga.

Descubra agora como usar o vitrinismo para melhorar a imagem da sua loja e, claro, vender mais.

Afinal, o que é o vitrinismo?

Entender a origem da palavra é sempre uma maneira interessante de compreender melhor alguns temas. Vitrine é uma derivação da palavra “vitre”, que significa vidro em latim. Ainda na Roma Antiga, foi inaugurado o Mercado de Trajano, considerado por muitos a origem dos shopping centers. Apesar do avanço, foi só no fim do século XVIII que o varejista Francis Plate criou uma vitrine, como conhecemos, para o seu ateliê de alfaiataria.

Nessa época, as cidades estavam crescendo em um ritmo acelerado e chamar a atenção dos consumidores tornou-se fundamental. Com o sucesso dos filmes de Hollywood, a glamorização da moda e o sucesso das lojas de luxo das grandes capitais, as vitrines foram ganhando mais importância e se tornaram um veículo de comunicação das marcas.

5 dicas de vitrinismo para sua loja

Agora que você já sabe a origem da técnica, é hora de aprender como usar a favor do seu negócio

1. Faça um planejamento

Dia dos Namorados, das Mães, dos Pais, Natal, Páscoa, Black Friday e muitas outras datas agitam o comércio ao longo do ano. Se você planejar, consegue alavancar as vendas em cada um desses momentos. Faça o planejamento junto com o seu vitrinista, pense nos elementos que podem ser trabalhados, nos produtos que devem ser expostos e impressione os clientes.

2. Conte uma história 

O vitrinismo vai muito além de simplesmente expor os produtos. É preciso contar uma história, escolher um tema e saber trabalhar esta ideia. Hoje em dia, existem muitos recursos que podem ser explorados para deixar a vitrine ainda mais especial. 

3. Mude a vitrine com frequência

O mundo digital deixou tudo mais acelerado. Portanto, é preciso acompanhar este ritmo e mudar a vitrine da loja com frequência. Mostre as novidades, dê destaque aos produtos novos e promova as suas campanhas. Desta maneira, os clientes vão perceber que o seu negócio está sempre a frente e que é sempre preciso passar pela loja para conferir o que tem de novo. 

4. Setorize os produtos

Existe algo mais incômodo do que uma vitrine lotada de produtos? Quando isso acontece, o cliente mal consegue enxergar o que a loja está vendendo. A organização dos produtos é algo imprescindível em todos os espaços da loja. Foque em quatro produtos que estejam relacionados e garanta uma distância considerável entre eles, mas sempre que garantindo que eles estejam dentro do campo de visão. Não se esqueça também da etiqueta de preço que, deve estar na vitrine, porém de maneira bastante discreta. 

5. Use técnicas de composição

A composição é uma técnica usada nas artes, na arquitetura e no design e, por isso, tem tudo a ver com o espaço físico da vitrine. Existem diferentes maneiras de compor um cenário tais como a simetria, a assimetria, a sobreposição entre outras. Explore estas técnicas e a sua loja vai se destacar das concorrentes. 

Você já trabalha desta maneira na sua loja? Se não, comece já a colocar estas dicas em prática e melhore ainda mais a imagem do seu negócio. Agora, que tal investir em araras para sua loja?