Que a música tem o poder de influenciar as pessoas muita gente já sabe. Afinal, quem nunca se emocionou com a trilha sonora de um filme ou associou certa canção a um momento feliz, como um casamento ou uma viagem?

Ainda assim, durante muito tempo, as empresas não conseguiam entender de que forma isso poderia ajudar nos negócios. Apenas recentemente percebeu-se que a música, aliada a outros fatores-chaves, poderia atrair clientes e melhoras a experiência deles como um todo.

Quer saber como utilizar a música ambiente para agradar a seus consumidores? No post de hoje, daremos dicas sobre como escolher a playlist da sua loja. Acompanhe!

Como a música pode influenciar suas vendas?

A influência da música é abordada por meio do marketing sensorial, uma técnica que busca incentivar a venda por meio do estímulo dos cinco sentidos — olfato, visão, audição, paladar e tato.

Em uma loja de roupas, definir o estilo e a marca da sua empresa é essencial para se destacar frente aos concorrentes e registrar sua loja na memória do consumidor.

Para que isso ocorra de forma eficiente, a música ambiente deve ser bem escolhida, tornando o local agradável e, assim, aumentando o tempo de permanência dos clientes na loja. A seguir, confira algumas dicas de como fazer isso:

Escolha músicas relacionadas ao seu produto

No caso de uma loja de roupas, por exemplo, uma boa ideia é aliar o estilo das peças às músicas da playlist. Artistas quase sempre são influenciadores de opinião, seja ela na moda, política ou sociedade. Logo, cabe a você usar essa influência a seu favor.

Se sua loja é de uma coleção rock’n’roll, o som que deve tocar são de bandas desse estilo musical. Além de esse ser o som que seus clientes gostam de ouvir, certamente eles devem se inspirar nos membros das bandas na hora de escolher o look.

Defina o público-alvo

Antes de pôr em práticas as estratégias de marketing, é necessário conhecer seu público-alvo e, então, distinguir o estilo de roupas em que você deve apostar.

Muitas empresas usam as redes sociais para acompanhar o estilo dos seus clientes. Por isso, uma boa ideia é pedir, no cadastro, o endereço das redes sociais deles — além de informações como idade, ocupação etc. Quanto mais informações você tiver, mais preciso será o perfil.

Escolha a playlist perfeita

Uma boa trilha sonora é capaz de dar identidade à sua loja, além de causar sensação de bem-estar nos clientes durante a compra.

No entanto, para que isso não ocorra de forma negativa, é preciso tomar alguns cuidados. Estes são alguns dos principais erros cometidos na hora de montar a playlist:

  • repetir as músicas com frequência;

  • tocar as músicas no volume máximo;

  • sintonizar na rádio, deixando músicas aleatórias tocarem.

Música alta atrapalha a comunicação entre cliente e vendedor, podendo ser prejudicial para a efetivação da sua venda. Além disso, deixar a programação musical por conta das rádios pode ser arriscado, já que a maioria dos programas toca diversos tipos de música, o que pode não agradar ao seu consumidor.

Outro erro é repetir as músicas diversas vezes, irritando o cliente, que associará o sentimento à sua loja. Tocar músicas das quais apenas você gosta também é um erro — o que deve prevalecer é o que faz com que o consumidor permaneça no estabelecimento.

Escolha bem os equipamentos

Playlist escolhida, público-alvo definido e erros evitados, é chegada a hora de avaliar os equipamentos utilizados.

Qualidade é primordial: equipamentos defasados e com problemas podem travar músicas, deixa ruídos no ambiente ou, ainda, ocasionar problemas graves, como curtos-circuitos.

Por isso, é preciso ter cuidado na hora de escolher os equipamentos: vale pedir ajuda a uma equipe técnica ou a alguém que entenda do assunto, para evitar problemas.

A música, como vimos, consegue estimular seus clientes à compra, por isso vale a pena investir em bos equipamentos e elaborar com cuidado a sua playlist. Essa é uma arma poderosa — cabe a você utilizá-la de forma positiva.

Agora que você já sabe o poder da música ambiente, leia também 4 dicas para melhorar a disposição da loja e alavancar as vendas!